quinta-feira, 10 de novembro de 2011

gratidão

pela presença
uma lágrima generosa
cálido cordão entrelaço
que brota das sobrancelhas
e rola pelas faces
penetrando a pele
inundando o interior
desdobrando os enigmas
e desabrochando honesta
nos seios das minhas irmãs



Um comentário:

Rita Loureiro disse...

arrepio percorrido esse, tão cálido, singelo...que boniteza meu deus... :*