terça-feira, 25 de outubro de 2011

infindável

onde me retorço é
exatamente o onde me encontro - e vai
(e navega
uma luz que emana
do meu dedo estirado
nove esferas atiradas quicando
e a consciência tresloucada distraída
descontrói - e remói
parte e se trái

Um comentário:

Rita Loureiro disse...

quero ser essa sem-terra da foto
:)